sábado, 20 de outubro de 2007

Presente de Aniversário - 10/2007

Nossas almas se entrelaçam.
Olhares que bailam,
Bocas que calam,
Mãos que tocam,
Corpos que unem.
Foi uma noite de amor
Desejo enlouquecido nas tuas mãos
Êxtase, arrepios e devaneios
O desejo líquido consumido em fogo ardente
E com vontade louca e maestria,
meu corpo encontra o teu
Neste momento sou tua paixão.
E no toque das tuas mãos
Eu vivo esse pecado
Esse amor descontrolado
A plenitude do prazer
Sem nada querer fazer
Apenas viver uma noite de amor.


Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Indicado pelo blog "Literatices Eróticas"

Em 07/10/2007 este blog foi mencionado pelo "Literatices Eróticas" (veja post abaixo), onde uma de minhas poesias foi a dica do dia.
Fico feliz em perceber que aos poucos, meu trabalho está sendo divulgado, visto e comentado.
Obrigada a todos que por aqui passam.

Sede

Sede - Rozeli Mesquita Outubro 7th, 2007
Falem o que quiserem dos blogues, mas acho que graças a eles, tivemos contato com poetas inimagináveis. A facilidade de despretensiosamente poder mostrar ao mundo os nossos escritos é quase arrogante, mas só quem escreve sabe o quanto se faz necessária. Quem escreve quer ser lido, e só. Depois de tantos anos de net, mais outros tantos escrevendo em blogues, aprendi a perceber e ir atrás daqueles que nos visitam. Já disse aqui que o wordpress facilita e muito com as suas ferramentas de busca e divulgação.

Rozeli Mesquita do Sensualle foi uma dessas deliciosas surpresas. Dona de um blog delicado, de uma harmonia ímpar entre cores, textos, imagens e intenções. Ele é a minha dica de hoje. Deliciem-se vocês também.
http://literaticeseroticas.wordpress.com/

quarta-feira, 12 de setembro de 2007

terça-feira, 4 de setembro de 2007

Caça e Caçador - 09/2007


Provei-te
e reencontrei o prazer no teu corpo
Perdi-me nos teus lábios,
encontre-me nas tuas mãos
Nossos corpos bailam sobre a cama
É fogo que queima o desejo
e que arde em cada toque
Ah...essas coxas em minhas coxas num encaixe perfeito
Essa boca que me procura me levando a loucura.
Teu gosto, teu recheio
Transforma tua menina
Nessa amante devassa, amante completa.
Agora vem...excita meus pensamentos
Acalma meus tormentos, meus sonhos delirantes
Venha
Sou tua caça...
Sem resistência me entrego a ti, meu caçador!
Rozeli Mesquita

domingo, 2 de setembro de 2007

Roça-me

Meu corpo nu
Lascivo e intenso te espera. Roça-me
Quero enrolar nas tuas mãos, e
sem limites te tocar. Roça-me
Feche os olhos
Viaje na intensidade do meu prazer
Descubra minhas vontades, meus segredos.
Estou exposta as tuas fantasias
Invada-me, provoca-me
Viola meus desejos e assim
O sonho acontece e desesperadamente
Te quero...


Rozeli Mesquita- Todos os Direitos

Sede - 09/2007

Mãos atrevidas em corpos expostos
Teu amor invade meus poros
O veneno doce dos teus lábios lambuza-me...
Guio tuas mãos e
Estendida ao teu lado, meu centro te aconchega.
Meu prazer na tua boca,
Meu delírio nas tuas mãos.
Visto meu corpo com teu corpo...
Venha
Descarregue teu desejo adolescente
Quebre o silencio com tua língua em fogo
Absorva-me, te quero selvagem
Coloca-me no teu eixo com suaves movimentos...
Estou sedenta de ti


Rozeli Mesquita - Todos os Direitos

sábado, 25 de agosto de 2007

Carícias - 08/2007



Imagino ... e uma doce lembrança desperta
Ouço sussurros de prazer e nossos desejos vão
bailando em nossos corpos, desarrumando lençóis,
desnudando loucuras, insanidades e tua boca me fazendo gemer.
Tuas mãos dedilhando meu corpo
E teu corpo ao meu lado, um prazer com sabor de pecado.
Carícias envolventes, incessantes, delirantes
Cala minha boca com a tua boca, rasga-me o corpo
Toca-me...
Quero tuas mãos sedutoras e atrevidas
Teu abraço apertado atordoando meus desejos
Quero adormecer nos teus braços, molhada de desejo



Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

quinta-feira, 23 de agosto de 2007

Fazer amor contigo - 08/2007

Fazer amor contigo
É gemer ao toque das tuas mãos,
Ver teu corpo e sentir o prazer na carne
Subir pelas paredes e descansar nas nuvens.
Fazer amor contigo
É ser prisioneira das tuas fantasias e
ter poder sobre teu corpo


Ser acaricicada com teu olhar, paixão e desejo.
É ser tua como nenhuma outra foi.
Fazer amor contigo, é sentir desejo
pela pele, pelas mãos, pela tua respiração
É saciar minha língua, entrelaçando com a tua
Fazer amor contigo
É ser tocada pela tua presença
É me alimentar de ti.


Rozeli Mesquita - Todos os direitos

domingo, 19 de agosto de 2007

Prova de mim - 08/2007

Sinto teu prazer derramando no meu corpo
Tua boca vasculha os códigos de fêmea.
Sou tua amada e tua amante
Tua menina e tua mulher.
Uma louca desvairada num êxtase desordenado
Exalando o cheiro gostoso das nossas cumplicidades
E nosso fogo, pouco a pouco incendeia
A paixão existente
E num misto de carícia atrevida e de uma nudez nada proibida,
Teu corpo me convida a provar tua arte tarada.



Rozeli Mesquita - Todos os direitos

quinta-feira, 9 de agosto de 2007

Sem tocar, te senti - 08/2007

Sem tocar, tanto te desejei
Fomos cúmplices das vontades e
dos corpos impacientes.
Fiquei desnuda na tua mente,
Bocas intimamente se tocaram.
Numa combinação ardente e sensual,
me rendi a teus encantos.
Senti teu toque, teu arfar
Teu sexo nas minhas mãos...
E minha noite teve a cor do vinho.
Criei o meu tormento :
Um temporal de desejo silencioso
E assim, me fiz tua


Rozeli Mesquita - Todos os direitos

domingo, 5 de agosto de 2007

Fonte de Amor - 08/2007

Eu quero em uma fonte de agua beber
Se for do seu amor ,vou me fartar ate morrer.
Quero suas veias de amor sem fim
Quero seu amor jorrando amor por mim
Quero o meio do teu corpo
Sou portadora do teu prazer
Tenho apetite voraz ...
Na intensidade dos teus desejos

Rozeli Mesquita - Todos os Direitos

Dependente - 08/2007

Teu corpo é meu reino
mar de gozo do meu ser...
A rota das minhas mãos
A satisfação do meu desejo
E também meu desespero
Teu cheiro distante está...
Sou ardente quando meu corpo é teu
Sou louca quando seu corpo é meu
Sou dependente
Personagem dos teus pecados


Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Orgasmo - 08/2007


Te provoco
Alimento tuas fantasias
Teu corpo não me resiste
Te sinto explodir
Teu orgasmo foi o meu

Rozeli Mesquita - Todos os direitos

E assim será - 08/2007

Quero
descansar no teu peito
Sentir o sabor dos teus beijos.
Vem calar a minha boca
Tirar a minha roupa
Envolver-me no teu corpo.
Reagir com meus desejos insanos
Minha boca profana.
Atordoa-me com teus beijos
Toques, prazer.
Teu cheiro me desespera.
Me entrego
Minha pele te fascina
Meu corpo te domina
Faço amor contigo.


Rozeli Mesquita - Todos os direitos

Inventando Caminhos - 08/2007

Seduzir...
Me abro e me mostro a você
Na há limite e o melhor é amar
Nosso prazer não tem fim.
Entrega teu amor a mim
Sou a tua paz, teu fruto.
Quero tocar em tuas delícias
Provocar teus desejos
E me perder no abismo do nosso prazer
Seduzir...
Beber da tua vontade
Absorver o liquido do teu amor
Suspirar por tua carne quente,
Inventar o caminho para sua lingua indecente

Rozeli Mesquita - Todos os direitos

sábado, 4 de agosto de 2007

Noite Especial - 08/2007


Minhas mãos dançam pelo teu corpo
Buscando teu desejo maior
Feito bailarina no Municipal.
Me toque
Permita que meu corpo responda
Com vontades indecentes e líquidos de prazer.
Dedilha-me ...
Torço e me contorço
São desejos lascivos e libidinosos
Labaredas incontidas..
Nosso amor e nosso conflito
Noite Especial

Rozeli Mesquita - Todos os direitos

Prisão de Desejos - 08/2007

Te aprisiono em mim
Com gemidos escandalosos
Abafados na tua boca.
Roçando nas tuas coxas
E derramando o meu gozo.

Te aprisiono em mim
Quando me tomas em tua boca
E sentindo tua língua, deixa louca.
Vem, me deixa sem fôlego,
Sem palavras,
Só gemidos em meu peito...
Tu és magnífico.

És símbolo de prazer inigualável...


Rozeli Mesquita - Todos os direitos

Busca - 08/2007

Baguncei a tua vida e louca, te revirei.
Torturei seus pensamentos com olhares indecentes
Acendi tuas fantasias intimas e escondidas.
Queimei-te e também me incendiei nas chamas do nosso desejo.
Busque-me e me encontre.
Encontre-me e me explore.
Explore-me e me ame
Me ame e me tenha

Que eu te tenho também.

By Rozeli Mesquita - Todos os direitos

quinta-feira, 2 de agosto de 2007

Me encontro - 08/2007

Descobri teus pensamentos
Sacudi os teus desejos
Percorri teu corpo
Suguei tua língua
Senti teu latejar,
Teu desejo pulsar no centro do teu corpo.
Tenho a parte que sacia a tua fome
Me entrego, te assanho
E assim me encontro



Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Quero tudo com voce - 08/2007

Quero tudo com você
Ser lasciva e selvagem
Sonho e realidade
Menina e Mulher
Perfeita e imperfeita
Desejada e explorada
Amada...
Quero tudo com você
Ser despida por teus olhos
Molhar o teu desejo
E teu gozo jorrar
Não tenho pressa
Quero tudo com você

Tudo é permitido - 07/2007

Obscena e entregue as tuas vontades
E pelo teu gozo nas minhas saliências
Quero teu orgasmo alucinante
Aquele de quando me tocas os seios
Que por tua boca clama
E de ti, quero tudo
Seus dedos entre minhas coxas
Desejo, sofreguidão, beijos intensos
Ama-me sem pudor
Estremeça comigo
Me alimente pelo meio
Roce minha nudez explicita
Grita com esse prazer alucinante
Totalmente em gozo, totalmente amante
Me conduza ao teu momento de êxtase
Sussura nos meus ouvidos, geme, grita

Todo esse prazer entre nós é permitido

Meu dono - 07/2007


Ter você é meu desejo
Torna-se minha perdição
E nesse momento intenso
De volúpia, de prazer, e tesão
Um encaixe entre corpos
Pernas que se enroscam
Sonhos inundados
Por um apetite sem limite
Fascina-me com teu amor
Me inventa e me atormenta
Me conquista , me acorrenta
Estou em tuas mãos
Me ame na cadeira ,me jogue no chão
Me agrade com brincadeira
Junte os pedaços
Recupera-me com teu beijo
Beijo faminto, beijo doce
E de dois, ficamos um.
É dono do meu corpo
Do desejo desmedido e latente
Da loucura insana
Do prazer eloqüente, inconsequente

Meu amor é teu - 07/2007


Não é a vontade do teu corpo
Nem o desejo do teu prazer
É teu colo. Tua ternura
Um cuidado gostoso
Esse desejo guloso no olhar
Cheios de mistérios e vontades indecentes
E sem permissão... avança
Percorre, explora, incendeia
Passeia no meu corpo feito
Sangue na veia
Absorva-me, sou completamente tua.
Encoste tua boca na minha
Respire no pescoço
Passe-me a língua
Deixe-me tremula com seu toque
Inebria-me com teu cheiro
Tortura-me nesta noite
Meu amor é teu.




Quanto - 06/2007

Minha fêmea libidinosa
Que gostosura louca
Quantos delírios, arroubos,
Entregas...
Quanto tesão, desejo,
Excitação e gozo
Quantos fluidos
Quanto calor, ternuna
Quanta doçura
Quanto amor!






Autor omitido a pedido

Brincadeiras- 06/2007


Meu desejo alcançou o teu
E de mãos dadas, sobre os lençóis
No aconchego do teu ninho se fez realidade
Ternura, afeto e fantasia.
Braços, pernas e bocas se enroscam se tocam.
Teu vale imerso em volúpia me fez delirar.
Essas mãos desobedientes se perderam no espaço
E se transformaram no fruto do meu prazer.
Cobiça-me, me atiça e me realiza.
Essas mãos que cada canto conhece
Que deseja o mel com uma vontade desesperada
Faz-me sucumbir as tuas fantasias
E me conduz a um prazer proibido.
Vem derreter meu desejo,
Dissolver minhas vontades, me deixar sem rumo.
Brincar de faz de conta, sair da rotina.

Menina 06/2007


Caminhei te buscando
Encontrei tuas mãos macias
Provocou-me insanidades
Desejos e tremedeira.
E sem me dar trégua
Possuiu-me com desejos incontidos.
Torturou-me de amor, com fome de prazer
Com a sedução de um cisne branco.
Confesso: quero teu sexo
Quero teu pecado sem medo.
Seja meu algoz além da imaginação
Deixe meu corpo em frangalhos
Sem medo de recomeçar
Não me censure
Sou tua mulher
Sou tua menina




Sonhos - 06/2007

Sou perdida,
Messalina
Vou te colher e nossas línguas vão se conhecer
Não fique quieto, me agita.
Fica perto de mim
Nossos corpos ocuparão um único lugar no espaço
E nossos loucos sonhos, realizados.
Ontem ousei querer-te
Hoje te quero mais
Acentuou os meus desejos
Com tua doce presença
Flutuei com seus beijos.
Sem falsos pudores,minhas mãos te tocam
Teu sexo chora...é desejo
Rasga-me o peito
Apodera-se do meu corpo
Quero-te no meu meio
Com seu despudor indecente
Com o ardor da tua vontade
Tira-me a direção, provoca a emoção.
Recomece...

Perdida em Voce - 06/2007

Ah...meu homem
O que faço com teu falo
Que tanto me deixa louca
Que de sugá-lo já fico tonta
Minha boca domina
Com maestria sua porção
Causo teu furor, teu tesão
Te faço sonhar
Transpirar, reagir.
Eu saio de mim
Perco-me em ti
Fico atrevida, gulosa, bandida

Te descobrir - 06/2007

Te quero sem culpa, sem medo.
Abra as portas
Vou entrar e explorar
Essa fonte de desejo
Caminhar na tua vontade
Invadir tua boca
Descobrir os segredos
Que teu corpo guarda
Embalar as vontades
Aprender, satisfazer.
Explorar tua geografia
Tocar, beijar, morder.
Fazer loucura
Ser totalmente impura
Embaralhar o teu dia
Com meu cheiro, minha magia.
Acorde esse vulcão
Deixe-me esticada no chão
E me tire a compostura


Não me julgue. Me tenha - 06/2007


Não me julgue, apenas me tenha.
Deseje meu corpo, suga minha boca
Com a sua língua atrevida
Rasgue-me a roupa, me deixe maluca
Faça-me escrava da tua vontade
Transgrida todas as formas
Aguça-me, tira a razão.
Desaba sobre meu corpo
Teu desejo, tua paixão.
Abra-me os braços
Traga-me junto a ti
Enlouqueça-me,
Acenda a chama e me ama.
Com a boca molhada,
Sinta meu gosto
Com mão ousada
Acaricie meu rosto
Causa-me tremor
Invada-me
Suspire, respire
Não me julgue, apenas me tenha.

terça-feira, 31 de julho de 2007

Sem companhia - 06/2007

Me molho em te desejar
Me molho só de pensar
Chego ao céu devagar
E por conta me molho
Quero a polpa da tua boca
Quero o veneno do teu prazer
Já penso em te querer
E por conta me molho
Pelos poros meu prazer exala
Meu mundo ficou pequeno
Violo meus sentimentos
E novamente, me molho
Falta a tua mão
Teu peito, teu membro .
Meus gemidos são desafinados

Me molho sem a tua companhia


By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Amante - 06/2007


Quero na tua cama deitar
Sentir tua língua passear
Subir e descer freneticamente
Em cada cantinho parar
Quero ser tua amante
Tua mulher de chama acesa
Insana, vadia e profana
Ser tentada e penetrada
No chão ou em uma cabana
Ser dengosa, melosa, caprichosa
Sentir tua língua
Quero te beliscar, te morder
Cavalgar, cansar
Respiração ofegante
Quero teu corpo no meu
E nesse deleite gozar.
Quero ser tua amante

By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Porção do Teu Amor - 06/2007

Venha conhecer minha concha
Minha vulva entreaberta
Seja meu cúmplice na moldura magnética
Na porção da minha existência.
Nessa nudez tão mansa,
Na tua pele tão branca
Transbordo emoção, ímpetos
Sou boca , toque, pele.
Úmida e quente
Estou em tuas coxas
Surge um pervertido sentimento
Que me alimenta, que me sustenta.
Na tua voz rouca
Neste momento desejei
Ouvir palavras insanas
Quando pelo prazer eu clamei.
Nos seus olhos passeando
Sem defesa me entreguei
Dei-te minha fonte
Meu corpo te recolheu


By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Invada-me - 06/2007


O ninho do teu corpo
És meu bem, és meu mal
Consciência ,desatino,
Loucura e invasão
Alegria e encanto
Arroubos de paixão
Entra no meu corpo
Usa minhas pernas
Faça o que queres
Não silencie
Explode, grite, geme
Me tente
Acompanha o meu passo
Sinta meu cansaço
Encoste meu peito no seu
Me conheça
Liberta e provoca alvoroço
Me morda no pescoço, me olhe no rosto
Prove meu gosto
Acalme meu desejo


By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Fêma Dominada - 06/2007


Quando me enrosca
Minha solidão sai de mansinho
Vou sem receio, sem razão
Ofereço-te meu ninho
Teu corpo ganha
Meu desejo sincero, meu desejo melado
Vou sem resistencia
Explicita, aberta, oferecida
Uma fera domada, amarrada, despudorada
Sem pureza e cheia de safadeza
Vem , me descontrola, me suja, se apodera
Me enche de amor
Sou fêmea perdida, alucinada, dominada
Fêmea escandalosa, fêmea molhada


By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Um segredo - 06/2007


Meu segredo, meu amor
Meus sonhos, meus anseios.
Olha-me nos olhos e me quer
Sonha, delira, deleita
Beija minha boca , toca minha alma
Fico louca , sem sentidos, suada, acabada.
Meu segredo me toma e se vai
Volta sem arrependimento
Sedento, me ama na noite finita com sofreguidão
Diz-me palavras de amor, desejos e excitação
Tem-me no cio plenamente, me hipnotiza completamente
É faminto, e em cada ato, seu tato
Entrega absoluta, amor devasso
Meu segredo volta preso à minha arma:
Sedução, feitiço, paixão
Deixa-me cansada, me faz pecadora
Fomenta a fantasia, mata a sede
Bebe no meu corpo, invade fronteiras
Deleita no meu prazer
Gosta do que encontrou
E volta

By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Menino - 06/2007

Me devora que eu rebolo
Gemidos e gritos
Quero teu gozo.
Não te nego prazer
Te lambuzo , te incendeio
Já perdi o juízo
Seja safado
Atrevido, perverso e atirado
Solta tua boca
Não fique calado
Acaricie
O caminho é curto
É profano
Afoga, afaga,
É gozo supremo
Esconda-se em mim
Entre minhas entranhas
Menino indefeso

Vem fazer amor comigo - 06/2007



Deitada ao teu lado
Pernas esticadas
Braços em desalinho
Pecado, volúpia
Desejo de se molhar,
Adivinhar pensamentos
Deixar marcas de paixão
Fazer amor contigo.
Te buscar no infinito
E te trazer junto a mim
Embebedar com teu cheiro
Num êxtase líquido
Num compasso atrevido
Sem querer ser compreendido
Ah..teu gosto
Ressuscita meus sonhos
Deixado nos lençóis
Toque com sua mão atrevida
Invada minhas entranhas
Você sabe que sou tua

Momentos Roubados - 06/2007


To enroscadinha em você
Coxas nas coxas
Sexo com sexo
Ardência e chama
Queima a vontade
Explode a paixão, inflama
Te quero impiedosamente
Me tenha perdidamente,
Não se acanhe, abocanhe
Minha boca vadia
Passe a mão
Roça
Enrosca
Na água escorrendo, se afoga
Sonhe
Voa
Me laça, me rasga
Não me de limites
A vontade pulsa e repulsa
Teu corpo estremece
Nossos corpos merecem
Endoidecer de prazer
Nesse momento roubado


Rozeli Mesquita

Dona de Mim - 06/2007


Encontro-te!
Tuas mãos desobedientes
Procuram meus seios ardentes
Seios bolinados
Seu toque alucina
Viro, reviro e sinto
Um turbilhão acontece
É minha fonte jorrando
O mel do prazer
Sinto-te transtornado,
Fora de si,
Mal posso me conter
Quase querendo implodir
E lentamente te amar
Ajoelhada, abaixada
E de quatro, porque não?
Meu ventre te recolhe
Palavras obscenas são ditas
de forma animal
Abro meu corpo
Minha pele na tua pele
Tua voz em tom manso
Transforma-me em fêmea no cio
Viva meu gozo em ti
Já não sou dona de mim

By Rozeli Mesquita

Prazeres Inconfessáveis - 12/06/2007


Meus seios são teus.
Em doses perfeitas sua boca me suga
É vicio que alimenta,
São seus dedos que tocam
A tão úmida fenda
Tua língua vai descendo
E meu ventre conhecendo
Aninhando em teus carinhos
Vou me contorcendo
São prazeres inconfessáveis
E num grito tão profundo
Põem-se dentro de mim.
Sem demora busca meu interior
Sou única, sou tua
Fêmea, Deusa, Menina
Mestra, Amante e Mulher

Sem limites - 06/2007


Vamos brincar
Provoca-me devaneios
Realize tuas fantasias
Se perca nos fartos seios
Ata-me as mãos e venda meus olhos
Tortura-me
Eu me perco, eu me encontro
Na tua vontade,
Nos teus dedos que me invade
Quero matar as saudades
Olhe-me nos olhos
Prove meu tempero
Seja meu amante
Puxe-me pelo cabelo
Seja alucinado e molhe meus pelos
Lava tua alma, acenda meu fogo
Perca o controle.
Passe dos limites

Grito de Desejo - 06/2007


Geme de prazer
To no cio.
Me de teu falo ereto
No meu colo, no meu peito
Tomo-te pela boca
Boca quente de desejo
Que sonha acordada
Que provoca seus gemidos
Alimenta minha fantasia
Me excita, me choca
Arranque meu grito
Nada mais existe
Nem mesmo meu fôlego
E como cúmplice, o travesseiro.


By Rozeli Mesquita

Devassidão - 06/2007


Sou safada, tarada, sou devassa
Louca nos teus braços
Não tenha certeza
Tenha-me na dúvida
Na hora em que desejar
Pegue-me de jeito,
Aperte-me em você milhões de vezes
Vai e vem
Entra e sai
Sobe e desce
Não espere pela noite
À tarde ou de dia
Consuma, judia..
Tenha tua boca
Com sofreguidão no meio
Com segredos indecentes
Come, morde e seduza
Tome meu corpo
E nele desenha
O amor com teu prazer
Respire, transpire
Seja meu homem guloso

By Rozeli Mesquita

Sem Fim - 06/2007

Nada tem fim
Minha gula, minha vontade.
E eu permaneço na tua vida...
Teu cheiro me acompanha
Teu calor me aquece
Teu gozo e meu gozo
Escorrem pelos dedos
E na tua pele
Minhas unhas eu cravo.
Nos caminhos do teu corpo
Meus passos estão marcados
Não deixo você passar
Não vá pra outro lugar
E galopando no teu centro
Escrevo essa historia
De segredos, de paixão
De sonhos, de ilusão
De verdades, de tesão.
Sou tua mulher
Tua fêmea no cio
Tenho teu amor
Ainda que por um fio

By Rozeli Mesquita

Fugir - 06/2007


Quero fugir do teu corpo
Fugir dessa vontade louca
Tudo em vão...
Acabo na tua boca.
Os lençóis testemunham
Esse amor ardente
Intenso, amor inocente,
Ou quem sabe incoerente
Sou prazer
Sou todo fogo
Na saudade de tuas pernas
No desejo do teu corpo
Na vontade de sentir
Totalmente lambuzada
Ser obscena e ser tarada
Enquanto descobre
Meus desejos, meus defeitos
Nos meus lábios pecadores
À noite no teu leito
Queima, arde, incendeia
Sob a lua cheia
Todo meu prazer

Teu Falo - 06/2007


Esfrega em mim
Teu desejo
Teu falo... eu me calo

Esfrega em mim
Teu peito
Teu falo...eu me calo

Esfrega em mim
Tuas coxas
Teu falo e eu me calo

Esfrega em mim
Tua língua
Teu falo e eu me calo

Esfrega em mim
Esfrego-me em ti
Abuse do teu falo
Só assim eu me calo


By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Definição - 06/2007


Não me permita fugir
Do paraíso que vivo
Não me permita secar
Estou molhada de amor
Me deixe sem vergonha
Navegue no meu desejo
Percorra meu corpo
Invade meu ventre
Me deixe perdida
Condene-me ao prazer
Prenda-me a ti
Alimenta-me e me deixe nua
Me de sua língua inteira
Não pare, avance
Brinca de novo
Me sacode
Me encontre
Me defina


By Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Toda Tua - 06/2007


Beija-me assim
Entra e espalha
Esparrame seu desejo
Enlouqueça-me com teu beijo
Com caricias e afeição
Com gula, com excitação
Deixe-me nua
Contempla-me
Da-me teu corpo
Mistura
Cubra-me
Grita, respira, não resista
Brinca, rola comigo
E sem pedir licença
Tome o que é teu
Rozeli Mesquita - Direitos Reservados

Sou Tudo - 06/2007

Minha voz emudece
Gozo pelo prazer em te escutar.
Ah essa tua boca...
Teu olhar que me cerra de desejos
Não sou nada...
Ou sou tudo
Sou pele
Pelo
Desejo
Ardor
Corpo
Alma
Instinto
Meus olhos enxergam
A tua beleza completa
Perco os sentidos,
Rasga-me os ouvidos
Só um grito acontece
Já não sou um segredo
Encontrastes-me...


Rozeli Mesquita - Todos os direitos